quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Ana Guimbra (artista)

Olá! Hoje quero vir mostrar-vos o trabalho da minha colega e amiga Ana Guimbra. Ela é uma artista e performer portuguesa de 21 anos e irá expor comigo dia 16 e 17 de Dezembro de 2016 no Porto (podem saber mais sobre isto AQUI).

**
Hi! Today I'm going to talk about the work of my colige and friend Ana Guimbra, she is a performer and Portuguese artist with 21 years old and she is going to exhibit with me in 16 and 17 of December  of 2016 in Porto, Portugal. (you can see more of that HERE).



"Sempre gostei de me expressar, de libertar as minhas emoções 
de criar novos mundos. E quando me deparei com tecidos 
e art textil foi o céu. Também descobri que posso ser a atriz, 
a bailarina, a pessoa que dá vida e que é o proprio trabalho, 
sou para sempre performer."

**
"I always liked to express myself, to free my emotions  
and creating new worlds. And when I came across textiles and
textile art I was in even. I also discovered that I could be 
the actress, the dancer, the person who gives life and 
I can be the work itself, I'm always the performer.


O trabalho dela é composto por cheiros, sons, ambientes e cenários, tudo criado meticulosamente para cada performance. Estas, apesar de terem um aspeto um pouco infantil e inocente, caracter transmitido pelo ar abonecado que as suas personagens normalmente encaram, tratam sempre temas mais sombrios, tentando transmitir uma ideia da destruição que não mata, mas cria, a partir das agulhas que espetam, das tesouras que cortam, dos rasgos e dos remendos... do sangue...

**
Her work is composed by the smells, the sounds, ambients and scenarios, everything created meticulously for every performance. 
They have a somewhat childish and innocent appearance, her characters look like dolls most of the times but she always deal with darker subjects, trying to convey an idea of destruction that does not kill, but creates. From the needles that spell, the scissors that cut...


"Mas para além disso tudo acho que nos (as performances) conseguem
levar a sitios fantasiosos, fazer sonhar e pensar para dentro..."

**
But besides all this I think they (the performances) can take us to
 fantastic places that make us dream and think inside..."

Espero que tenham gostado
beijinhos, AnaSousa

domingo, 11 de dezembro de 2016

Exposição e performance (Convite)

Olá Amigos, 
Depois de muita espera e silêncio, venho convidar-vos para mais uma das minhas exposições. Desta vez estou a trabalhar com a minha amiga e colega Ana Guimbra (da qual irei falar proximo post) numa performance. 
Aquilo que vos posso contar, por agora sobre a exposição é que apenas estará aberta dois dias, no dia 16 de Dezembro ás 21h e no dia seguinte ás 18h.
É uma performance que estive a arquitetar com a minha amiga e talentosa artista Ana e ao mesmo tempo uma instalação de arte multimédia. Sobre a paralisia do sono e a morte e não só...


Mais não posso dizer, mas podem seguir todos os pormenores no evento do facebook AQUI e claro, depois da exposição se realizar, eu venho contar como tudo correu.

Espero que o interesse em nos visitar nestes dois dias tenha surgido.
Beijinhos, AnaSousa


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

176/365 (actualisation)

Olá!!
Depois de tanto tempo decidi actualizar o projeto dos 365 dias para quem o segue aqui no blog.
Tenho percebido que a forma como eu encaro a fotografia tem mudado muito rápido e ainda não decidi se isso será uma coisa positiva ou não.

**
Hi!
After so long, I decided to update the 365 days project for those of you who follow it here on the blog. I have realized that the way I view the picture has changed very fast and have not decided if it is in a positive way or not.


Tenho estado mais atenta aos dípticos, ás cores á composição, mas não controlo, apesar de tudo, a rapidez da mudança, de uma certa aprendizagem, de uma pesquisa e pensamento constante sobre aquilo que significa ser fotografa ou artista e especialmente sobre o que eu quero fazer em relação a isso.
A fotografia tem aparecido, por isso, como uma reação, um pensamento e uma procura de alguém que ainda está perdido ao invés de aparecer como um mero reflexo do mundo exterior. Dá lugar a um documentário minado pelo meu olhar, e acima de tudo uma tentativa de expor uma outra visão ou pensamento, através de pequenas deslocações da realidade. De uma realidade, seja ela qual for. 

**
I have been more attentive to the diptychs, the colors and composition, but I don’t control, the speed of change, of a certain learning, of research and constant thought about what it means to be a photographer or an artist and especially about what I want to do about it.
The photography has appeared, therefore, as a reaction, a thought and a search, for someone who is still lost, instead of appearing as a mere reflection of the outside world. Like a documentary mined by my point of vew, and above all, an attempt to expose another vision or thought through small movements or highlight of reality. A reality, whatever it may be.







Espero que tenham gostado desta actualização, podem ver o resto das 176 fotografias que tirei até agora AQUI.

**
You can see more of the project HERE
I hope you've like the photos, 
Kisses, AnaSousa